3ª Rodada de licitações do pré-sal poderá ter três novas áreas ofertadas

Três novas áreas do pré-sal devem ser ofertadas ao mercado em novembro, na 3ª Rodada de licitações do petróleo. Uma lista com algumas sugestões de ativos para o próximo leilão já foi encaminhada pela Agência Nacional de Petróleo (ANP). Segundo João Vicente Vieira, Diretor do Departamento de Exploração e Produção de Petróleo e Gás do Ministério de Minas e Energia, a intenção do governo é realizar dez licitações entre 2017 e 2019, sendo um leilão do pré-sal por ano.

Em entrevista ao jornal Valor Econômico, Vieira disse que o intuito do governo é instituir um calendário plurianual de rodadas no país. Contudo, o Ministério de Minas e Energia e a ANP estão mantendo em sigilo as áreas que serão indicadas até que a lista seja aprovada pelo Conselho Nacional de Política Energética (CNPE). Mas, em manifestações anteriores, a Agência disse dispor de ao menos três opções para futuras rodadas: Saturno, Pau Brasil e Peroba.

Além da 3ª rodada de partilha do pré-sal, o governo prevê ainda para este ano licitar os campos com acumulações marginais; realizar a 14ª rodada de blocos exploratórios; e fazer o leilão de áreas unitizáveis da União.

Porém, ao tempo que vem sendo organizados esses novos leilões, o governo busca ainda sanar as dificuldades das licitações anteriores. Conforme divulgado ontem (13 de março) pela Panorama Offshore, das áreas em mar arrematadas na 11ª Rodada de Blocos Exploratórios de óleo e gás natural, realizada em 2013, apenas 5% da primeira fase exploratória dos ativos foi cumprida e por conta desses atrasos, o Conselho Nacional de Política Energética (CNPE) fez uma recomendação à ANP para prorrogar o prazo da fase exploratória da 11ª rodada.

Continue interagindo com a Panorama Offshore e obtenha informações relevantes sobre o mundo do petróleo, gás e energias. Lembre-se: Seu negócio passa por aqui. Confira: www.panoramaoffshore.com.br   www.facebook.com/panoramaoffshore.



Deixe uma resposta