Acordo de redução de petróleo vai se estender por mais nove meses

Em reunião realizada nesta quinta-feira, 25 de maio, a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) decidiu prolongar os cortes na produção de petróleo até março de 2018. O período estipulado superou as expectativas dos investidores, que sugeriam que a extensão no acordo se desse até o fim deste ano.

Assim como foi acordado na primeira vez, os cortes deverão ser divididos entre os países membros e outros de fora do cartel, como a Rússia, que reduziu sua produção em janeiro e já sinalizou que aceitaria continuar com os cortes até o próximo ano.

A decisão de reduzir a produção já teve boas repercussões no mercado global de óleo e gás, tendo empurrado os preços do petróleo para acima de US$ 50 dólares o barril, aquecendo um mercado que já há um tempo estava passando por uma tórrida fase.

Contudo, o excesso global de óleo, sobretudo, nos Estados Unidos, ainda preocupa os produtores mundiais, pois podem prejudicar na valorização da commodity e, consequentemente, fazer as receitas caírem. Continuaremos de “olho” nos impactos das reservas e na nova “onda” de cortes.

Não deixe de acompanhar o portal Panorama Offshore e tenha sempre notícias de qualidade sobre o mercado de petróleo, gás, energias, gasolina, combustíveis, Petrobras, onshore e offshore. Lembre-se: Seu negócio passa por aqui. Confira: www.panoramaoffshore.com.br   www.facebook.com/panoramaoffshore.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *