AES Tietê recusa proposta de fusão feita pela Eneva

Segundo o conselho de administração da AES Tietê, a empresa não irá se fundir à Eneva. A decisão foi unânime e o motivo da rejeição seria a incompatibilidade entre os negócios das duas empresas.

Dentre as várias razões citadas pela empresa para a recusa da oferta, está o fato de a AES Tietê ter um planejamento estratégico de busca por geração de energia limpa e sustentável. Em contrapartida, a Eneva “tem seu modelo de negócios centrado na geração, exploração e produção de hidrocarbonetos, com foco na geração térmica baseada em gás natural e carvão mineral”, afirmou o conselho.

O documento também cita “incertezas e riscos relacionados às atividades da Eneva, aos quais os acionistas da AES Tietê ficariam expostos” se houvesse a fusão. “Na visão do conselho de administração, a relação de troca proposta pela Eneva não compensa a assunção de tais riscos”, finalizou o conselho.

ACESSE AS REDES DA PANORAMA OFFSHORE:

Um comentário em “AES Tietê recusa proposta de fusão feita pela Eneva

Deixe uma resposta