Aneel: auxílio para distribuidoras pode chegar a R$ 16 bi

Na última terça-feira (26), a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) informou que o empréstimo oferecido às distribuidoras de energia pode chegar a R$ 16,1 bilhões. O valor, que supera a expectativa inicial de R$15,4 bilhões, é chamado de conta-Covid e tem o objetivo de garantir a liquidez no setor elétrico, abalada pela queda nas vendas e pelo aumento da inadimplência.

De acordo com dados divulgados pelo MME (Ministério de Minas e Energia) na última segunda-feira (25), desde o início da pandemia, o nível de inadimplência no setor aumentou 10 pontos percentuais. Já o consumo de energia caiu 14%, com um impacto de R$ 5,5 bilhões na arrecadação do setor.

Além do empréstimo, a agência também decidiu manter a bandeira verde tarifária acionada até o dia 31 de dezembro de 2020, ou seja, retirando a cobrança de tarifa extra na conta de luz dos brasileiros por este ano. Lembrando que o setor já recebeu um aporte de recursos de R$ 900 milhões, para o pagamento de contas de luz de consumidores de baixa renda, e além disso, a Aneel liberou R$ 2 bilhões de saldos de negociações de energia para distribuidoras e empresas que operam no mercado livre. Por outro lado, também suspendeu por três meses a possibilidade de corte no fornecimento por inadimplência.

Porém, as distribuidoras dizem que o empréstimo resolve a situação de curto prazo e que os efeitos da queda de demanda em seus negócios só serão resolvidos em revisões

ACESSE AS REDES DA PANORAMA OFFSHORE:

Um comentário em “Aneel: auxílio para distribuidoras pode chegar a R$ 16 bi

Deixe uma resposta