Angra 3 é disputada por estrangeiros

O governo federal deve leiloar 49% dos ativos de Angra 3 para conclusão das obras, com o objetivo de ampliar o parque nuclear no território nacional, que pode gerar mais oito usinas pelo país, nas regiões Sudeste e Nordeste. Os interessados são Rosatom (Rússia), China National Nuclear Corporation (China), EDF (França) e Westinghouse (EUA). Vencerá o grupo que tiver maior capacidade de financiamento para arcar com as obras.

Só para a conclusão das obras de Angra 3, é necessário um valor avaliado em cerca de US$ 3,8 bilhões, com expectativa para entrar em operação até em 2026. Todos os gastos ficarão sob responsabilidade da companhia privada que vencer o leilão e terá participação de 49% da usina. Os 51% restantes ficarão sob controle da União.

De acordo com informações, o governo estuda ainda a possibilidade de realizar algo chamado de “combinação de usinas”, que é ceder mais uma usina para quem for o comprador de Angra 3. Atualmente, o Brasil possui duas usinas em operação (Angra 1 e 2), que representam 1,1% da geração de energia no país.

Confira as principais notícias dos mercados de petróleo, gás, energia, biocombustíveis, tecnologia, onshore e offshore, através do portal da Panorama Offshore. Lembre-se: seu negócio passa por aqui! Acesse: www.panoramaoffshore.com.brwww.facebook.com/panoramaoffshore / @panoramaoffshore



Deixe uma resposta