ANP estuda nova regra de devolução de gás natural

A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) estuda a possibilidade de criar uma regra que limite a devolução do gás natural aos poços, já que não existe hoje uma medida a respeito. O objetivo da ação seria impulsionar a produção de gás natural, baratear o combustível e reaquecer a produção na indústria. O ministro da Economia, Paulo Guedes, também está de acordo com a iniciativa.

Atualmente, o Brasil reinjeta nos poços boa parte do gás natural extraído por dois principais motivos: para ampliar a produção de óleo ou por falta de infraestrutura de escoamento até a costa. Esse percentual, cerca de um terço do total extraído, é maior que toda a importação feita da Bolívia desde 2018.

De acordo com dados da ANP, a produção de gás natural no país dobrou, contudo, o volume que chega ao mercado não acompanha o ritmo. Segundo estimativa da Abegás (Associação Brasileira das Empresas Distribuidoras de Gás Canalizado), diariamente o equivalente a R$ 48,7 milhões são reinjetados nos poços. Mais que isso, se esse volume fosse disponibilizado ao mercado, haveria um aumento de 64% na oferta de gás nacional.

ACESSE AS REDES DA PANORAMA OFFSHORE:

3 comentários em “ANP estuda nova regra de devolução de gás natural

Deixe uma resposta