Anticorrupção: Petrobras termina contrato com UTE Cuiabá

Devido a violação de cláusula contratual da legislação anticorrupção, a Petrobras informou que que notificou a empresa Âmbar, pertencente ao grupo econômico J&F, sobre a extinção antecipada do contrato de fornecimento de gás natural para a UTE Mário Covas (UTE Cuiabá).

A ação foi tomada após a estatal tomar conhecimento, através de gravações de delações premiadas, que os executivos da J&F cometeram atos que violam a anticorrupção vigente. Em contrato assinado em abril deste ano, a Âmbar declarou que não havia realizado nenhum pagamento ou feito qualquer ato que oferecesse vantagem indevida autoridades públicas.

Por descumprimento de cláusulas contratuais, a Petrobras fará ainda cobrança de indenização na ordem de R$ 70 milhões a empresa. A petrolífera ainda esclareceu que não aceitou demanda proposta pela Âmbar de pautar preço contratual de acordo com valores de importação do gás da Bolívia, por este estar abaixo das condições estabelecidas na política de preços da companhia.

Continue acompanhando a Panorama Offshore e mantenha-se informado sobre tudo que acontece no mercado de petróleo, gás, energias, gasolina, combustíveis, Petrobras, onshore e offshore. Lembre-se: seu negócio passa por aqui. Confira: www.panoramaoffshore.com.br   www.facebook.com/panoramaoffshore.

ACESSE AS REDES DA PANORAMA OFFSHORE:

7 comentários em “Anticorrupção: Petrobras termina contrato com UTE Cuiabá

Deixe uma resposta