Arábia Saudita convida Brasil para a Opep

A Arábia Saudita propôs ao presidente Jair Bolsonaro a inclusão do Brasil na Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep). O convite foi feito no encerramento da viagem do presidente ao Oriente Médio e Ásia. Bolsonaro disse que precisará consultar uma equipe econômica e o ministério da Energia antes de aceitar a oferta.

Essa proposta reflete a importância do país no panorama mundial do petróleo, principalmente por conta da produção do pré-sal e sua característica de exportador. Contudo, alguns especialistas acreditam que esse ingresso não seria vantajoso, já que o país planeja acelerar sua produção de petróleo, sobretudo no pré-sal. Isso porque a organização fixa cotas para seus países membros, limitando a produção para manter o preço alto da commodity. Além disso, o Brasil não poderia controlar a operação de petroleiras privadas atuantes em território nacional.

Ademais, a crescente produção brasileira tem dificultado o esforço da Opep em manter os preços do petróleo no nível atual. Agora, com o leilão da cessão onerosa que acontecerá no próximo dia 6 de novembro, o Brasil está prestes a se tornar um gigante em produção, e caso aceite o convite, poderá se tornar o terceiro maior produtor da Opep, depois da Arábia Saudita e do Iraque. 

ACESSE AS REDES DA PANORAMA OFFSHORE:

Deixe uma resposta