Arrecadação de royalties caem 30% após revisão da ANP

O preço médio do petróleo, usado para arrecadação da União, já está 30% menor. Esse preço é usado para o cálculo de royalties neste ano. A revisão foi feita pela Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

O valor sai da estimativa de R$ 27 bilhões em 2020 para R$ 19,5 bilhões. Contudo, com uma visão otimista, a ANP reduz o preço médio de US$ 60 o barril, em março, por US $ 43,30 o barril, em abril. Porém, os valores estão distantes da realidade. Hoje, o petróleo tipo Brent, que serve como parâmetro para negociações da Petrobras, está sendo negociado a pouco mais de US$ 30 o barril, depois de semanas tocando na casa de US$ 25.

Dessa forma, a mudança no preço da mercadoria está nas mãos de um acordo entre os Países Exportadores de Petróleo (OPEP), a Rússia e os Estados Unidos. Todos podem cortar parte da produção para se adequar à nova demanda global, que fica cada dia menor que a medida que inclui um custo de isolamento social sem combate à pandemia.

ACESSE AS REDES DA PANORAMA OFFSHORE:

Um comentário em “Arrecadação de royalties caem 30% após revisão da ANP

Deixe uma resposta