Atraso em regulação pode afetar leilão, diz Abpip

Na última segunda-feira, a Associação Brasileira dos Produtores Independentes de Petróleo e Gás (Abpip) divulgou uma nota em que mostrou preocupação para o risco de a falta de avanço no marco regulatório atrasar o leilão de oferta permanente da ANP. 

Além de afirmar que o atraso colocaria em xeque a atratividade do certame, a associação também ressaltou a preocupação com os 16 blocos disponíveis no Amazonas, onde o governo do estado e a Assembleia Legislativa não chegaram a um consenso sobre a lei do gás e o texto acabou vetado no início de maio pelo governador Wilson Lima.

Com o edital divulgado na última terça-feira, o leilão de oferta permanente — com disponibilidade contínua de blocos não arrematados — reunirá 708 blocos.

ACESSE AS REDES DA PANORAMA OFFSHORE:

Deixe uma resposta