Aumenta a jornada de investimentos de petrolíferas internacionais no Brasil

Empresas como a Statoil e Total E&P têm investido cada vez mais em exploração nas áreas de petróleo brasileiro. A primeira adquiriu recentemente participação na Petrobras nos campos de Peregrino e Carcará e a segunda está pronta para iniciar suas operações no Amapá, em áreas no Foz do Amazonas, arrematadas na 11ª rodada, em 2013.

Contudo, apesar do crescente interesse, ambas criticam as ações do governo ou instituições brasileiras para a realização das suas operações. Em participação durante um evento promovido pela Instituto Brasileiro de Petróleo (IBP), para discutir o conteúdo local na Indústria Brasileira, o presidente da Statoil no Brasil, Anders Opedal, reprovou abertamente o modelo adotado na 13ª rodada (de licitações de blocos de petróleo) de leilões e disse que um marco regulatório competitivo é necessário.

Segundo o executivo, os fornecedores têm o desafio de serem competitivos em qualidade, preço e prazos, principalmente no momento em que as petroleiras estão revendo suas bases de custos. Já o diretor geral da francesa Total E&P no Brasil, Maxime Rabilloud, falou sobre a falta de previsão que está atrasando os trabalhos e pode acarretar a decisão de investimentos da companhia nos próximos leilões, visto que a empresa tem tido muita demora para obtenção de licenças ambientais.

Aliás, esse também é um problema que vem sendo enfrentando até pela Petrobras que aguarda licença do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama), para iniciar seu trabalho na P-66, no campo de Lula, no pré-sal da Bacia de Santos. A estatal brasileira tinha pretensões de produzir o primeiro óleo já no fim de semana que passou.

Continue acompanhando a Panorama Offshore e mantenha-se sempre informado sobre tudo o que acontece no mercado de petróleo, gás, energias, pré-sal, combustíveis, gasolina, Petrobras e offshore. Lembre-se: Seu negócio passa por aqui. Confira: www.panoramaoffshore.com.br   www.facebook.com/panoramaoffshore



Deixe uma resposta