Aumenta imposto que incide sobre a gasolina

Entrou em vigor na sexta-feira, 21 de julho, as alíquotas do PIS/Cofins, que reajusta nos impostos que incidem sobre os combustíveis. Segundo informações do governo federal, o aumento no tributo tem a intenção de cobrir um rombo nas receitas públicas e evitar uma revisão na meta de déficit de RS 139 bilhões este ano.

Contudo, com a nova taxação, o valor dos combustíveis terá elevação no preço final para o consumidor. A gasolina, por exemplo, terá aumento na incidência tributária de R$ 0,38 para R$ 0,89 por litro. Se a alta de impostos for repassada na íntegra para o consumidor, o litro da gasolina deverá ficar R$ 0,41 mais caro no país.

Já o diesel e o etanol subirão para R$ 0,21 e R$ 0,19, respectivamente, por litro. Desta forma, o diesel aumentará em R$ 0,46 por litro do combustível. Isso sem contar que a Petrobras, que agora tem nova política de preços que prevê alterações frequentes nas cotações, informou a elevação no preço da gasolina em 1,4% e do diesel em 0,2% nas refinarias. O que poderá encarecer ainda mais o valor dos combustíveis.

Como a legislação brasileira garante liberdade de preços no mercado de combustíveis e derivados, as revisões feitas para as refinarias podem ou não refletir no preço final ao consumidor. A decisão com relação ao aumento de impostos dependerá das distribuidoras de combustível.

Não deixe de acompanhar a Panorama Offshore e obtenha informações diárias relevantes sobre o mercado de petróleo, gás, energias, gasolina, combustíveis, Petrobras, onshore e offshore? Acesse o portal da Panorama Offshore e confira: www.panoramaoffshore.com.br   www.facebook.com/panoramaoffshore. Lembre-se: seu negócio passa por aqui.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *