Aumento da produção de petróleo torna Petrobras exportadora líquida em 2016

Queda da demanda interna por combustíveis e contribuição do crescimento da produção de petróleo, fizeram com que a Petrobras se tornasse exportadora líquida em 2016, e segundo o diretor de Refino e Gás Natural da estatal, Jorge Celestino, esse título perdurará pelos próximos anos.

De acordo com informações da estatal, as exportações aumentaram 12% no 4T16, totalizando 634 mil bpd de petróleo e derivados. Somente o petróleo obteve uma elevação de 14%, o que fez com que a empresa assumisse posição de exportadora líquida em 2016. Em comparação anual, no quarto trimestre do ano passado as exportações líquidas tiveram elevação de 98%, fazendo com que a Petrobras fornecesse 329 mil barris por dia de petróleo e derivados.

Pelo segundo ano consecutivo, a estatal também cumpriu sua meta de produção, atingindo 2.144 mil de barris por dia (bpd) de petróleo no Brasil e registrou recordes como a produção de 2,9 milhões de barris de óleo equivalente por dia (boed), sendo de petróleo e gás, no Brasil e no exterior, em dezembro de 2016.

Com isso, o endividamento líquido da empresa teve redução de 20%, caindo pra R$ 314 bilhões ou US$ 96, 4 bilhões de dólares. A meta de produção deste ano, segundo a Petrobras, é de 2,07 milhões de barris por dia.

Continue acompanhando a Panorama Offshore e mantenha-se informado sobre todas as notícias referentes a petróleo, gás, energias, combustíveis, gasolina, Petrobras e offshore. Lembre-se: seu negócio passa por aqui. https://www.panoramaoffshore.com.br/



Um comentário em “Aumento da produção de petróleo torna Petrobras exportadora líquida em 2016

  • 22 de março de 2017 em 15:39
    Permalink

    Ainda bem que conseguiu cumprir sua meta de produção e uma redução de 20% nas dívidas..

Deixe uma resposta