Bacia de Santos recebe novo navio-plataforma

A primeira das oito unidades replicantes do navio-plataforma da Petrobras, a P-66, deve chegar em poucos dias ao campo de Lula, módulo Lula Sul, no pré-sal da Bacia de Santos, onde ficará instalada. Após ser finalizada, a plataforma que tem 288 metros de comprimento, deixou o Estaleiro Brasfels, em Angra dos Reis, Rio de Janeiro, no último sábado, 4 de fevereiro.

De acordo com a Petrobras, a operação do sistema de produção conectado a unidade terá início após os trabalhos de ancoragem e de interligação do primeiro poço produtor. Com capacidade para processamento de óleo de 150 mil bpd, tratamento e compressão de gás de 6 milhões de m³d, capacidade de armazenamento de 1,67 milhão de barris de óleo e 181,1 mil bd de tratamento de água de injeção, a P-66 será o primeiro FPSO instalado no campo do pré-sal da Bacia de Santos.

Como a própria tradução de FPSO (Floating Production Storage Offloading Unit) já descreve, a P- 66 é uma unidade flutuante de produção, armazenamento e transferência de óleo, que terá a função de separar o óleo do gás e da água durante o processo de produção e armazená-lo nos em tanques de carga.

Operado pela Petrobras, que detém 65%, em parceria com a BG E&P Brasil – companhia subsidiária da Royal Dutch Shell plc, com 25% junto a Petrogal Brasil, que tem 10%, o campo de Lula fica localizado na concessão BM-S-11, na Bacia de Santos.

Quer mais detalhes sobre o mundo offshore? Continue interagindo com o Panorama, pois os últimos meses foram suficientes para demonstrar que o portal é a ferramenta ideal para os que precisam e buscam informações e notícias de qualidade sobre petróleo, gás e offshore. Lembre-se: Seu negócio passa por aqui. Confira: www.panoramaoffshore.com.br   www.facebook.com/panoramaoffshore

ACESSE AS REDES DA PANORAMA OFFSHORE:

Deixe uma resposta