Bandeira vermelha pode ter custo ainda maior na conta

Uma consulta pública organizada pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) deve debate os valores das bandeiras tarifárias para 2021 nesta terça-feira (22). Uma proposta preliminar da área técnica da Aneel aponta para um possível aumento de 10% na taxa de cobrança da bandeira vermelha e de 21% da bandeira vermelha nível 2. Já a bandeira amarela teria redução de 26%. A informação é da Reuters.

As bandeiras tarifárias fazem parte de um sistema que sinaliza os custos da geração de energia elétrica. Quando a oferta de energia no sistema é menor, um valor extra é cobrado dos consumidores. Atualmente, a bandeira vigente é a amarela, que gera uma cobrança extra de R$ 1.343 para cada 100 quilowatts-hora consumidos. Além do encontro desta terça-feira, os diretores também estudaram uma possível abertura de consulta ao público sobre a proposta.

ACESSE AS REDES DA PANORAMA OFFSHORE:

Deixe uma resposta