Batizado primeiro navio que operará em jazida de Libra

A unidade Flutuante de Produção Armazenamento e Transferência (FPSO), que teve construção iniciada no final de 2014, no estaleiro de Jurong, em Cingapura, pelas companhias Odebrecht Óleo e Gás e Teekay Offshore Partners L.P. foi finalmente batizada.

A embarcação, que é resultado de uma joint venture entre as duas companhias, será fretada para consórcio entre as empresas Petrobras, Shell, Total, CNPC e CNOOC, a fim de iniciar exploração na jazida de Libra, no Oceano Atlântico.

Pioneiro na exploração de Libras, o novo petroleiro, teve investimento de US$ bilhão e pode operar em superfícies de até 2. 400 metros de profundidade, com capacidade para produzir diariamente 50 mil barris de petróleo e 4 milhões de metros cúbicos de gás. A primeira operação deve ocorrer ainda neste primeiro semestre do ano. A jazida de Libra tem capacidade de produção entre 8 e 12 bilhões de barris de petróleo.

ACESSE AS REDES DA PANORAMA OFFSHORE:


Deixe uma resposta