BR Distribuidora não disputará refinarias

A BR Distribuidora não participará da concorrência pela compra de nenhuma refinaria, segundo afirmação feita pelo presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, em coletiva de imprensa realizada no Rio de Janeiro na quarta-feira, 8. “Não queremos prometer e não entregar”, completou.

De acordo com Castello Branco, o plano de desinvestimentos da estatal segue com foco imediato na privatização de refinarias, que prevê vender 8 de 13 refinarias. Sobre os investimentos da petroleira, o presidente declarou ainda que há a possibilidade de revisão do planejamento apresentado, que estimava US$ 16 bilhões ainda este ano. Para ele, o valor previsto pode ter sido exagerado.

Refinarias à venda
Em abril, a Petrobras anunciou oito refinarias que serão colocadas à venda, além de reduzir a sua participação na BR Distribuidora. Juntas, as subsidiárias de refino têm capacidade para cerca de 1,1 milhão de barris por dia. A previsão é de que o processo de desestatização se conclua em um ano e meio.

A Petrobras possui quase 100% da capacidade de refino no Brasil. Roberto Castello Branco, presidente da estatal, defende o aumento da concorrência por intermédio da venda de ativos, que, além disso, integram o plano de desinvestimento da companhia como promessa de recuperação econômica da petroleira.

As empresas anunciadas para venda são: Refinaria Abreu e Lima, Unidade de Industrialização do Xisto, Refinaria Landulpho Alves (RLAM), Refinaria Gabriel Passos (REGAP), Refinaria Presidente Getúlio Vargas (REPAR), Refinaria Alberto Pasqualini (REFAP), Refinaria Isaac Sabbá (REMAN) e Lubrificantes e Derivados de Petróleo do Nordeste (LUBNOR).

No portal da Panorama Offshore você tem acesso a notícias de conteúdo ilimitado sobre tudo que envolve os mercados dos setores de petróleo, gás, energias, onshore e offshore. Lembre-se: Seu negócio passa por aqui! Acesse e confira em www.panoramaoffshore.com.br / www.facebook.com/panoramaoffshore /@panoramaoffshore



Deixe uma resposta