Brasil deve ter 2ª maior expansão de produção de óleo fora da Opep

O Brasil deve apresentar a segunda maior taxa de expansão da produção de petróleo no próximo ano fora da Opep (Organização dos Países Exportadores de Petróleo), ficando atrás apenas dos Estados Unidos. A informação foi dada pela própria Opep: “Os EUA, o Brasil, a Rússia e o Reino Unido são os principais impulsionadores do crescimento do próximo ano, enquanto se espera que o México e a Noruega apresentem declínios consideráveis”, indicou em relatório.

A estimativa é de que o País abasteça cerca de 3,63 milhões de barris de petróleo por dia em 2019, ante suprimento de 3,26 milhões de bpd neste ano. “Dependendo das ações políticas do novo governo após as eleições mais recentes, bem como da evolução dos preços das commodities, a previsão de crescimento para 2019 pode mudar”, ressaltou a Opep.

A Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) avalia que os EUA conseguiram crescer com uma taxa maior do que de outras economias, alimentada por um forte estímulo fiscal. Todavia, as economias emergentes e em desenvolvimento têm sido cada vez mais diversificadas, apresentando altos níveis de crescimento, como Índia e China, e enquanto a Rússia e o Brasil conseguiram menor crescimento.

Sobre a oferta de fora da Opep no ano que vem, a OCDE aponta um forte crescimento devido à alta elevação de investimentos em petróleo nos Estados Unidos, assim como o aumento progressivo estimado com os novos projetos no Brasil — principalmente pela onda de privatizações no setor, forte atrativo para o mercado.

Fique por dentro das principais notícias do mercado de petróleo, offshore, gás, energia, onshore e biocombustíveis, através do portal da Panorama Offshore. Lembre-se: seu negócio passa por aqui! Acesse: www.panoramaoffshore.com.br e www.facebook.com/panoramaoffshore

ACESSE AS REDES DA PANORAMA OFFSHORE:


Deixe uma resposta