Brasil: Queda petrolífera pode afetar aporte em exploração

Especialistas da Wood Mackenzie informaram à Reuters, nesta terça-feira (17), que a queda dos preços do petróleo pode trazer um corte de 300 milhões a 600 milhões de dólares em investimentos previstos para exploração de petróleo no Brasil em 2020, além de adiar ou até mesmo impedir o desenvolvimento de novas fronteiras no país.

Considerando os planos da Petrobras, da anglo-holandesa Shell, da norueguesa Equinor, dentre outras, a expectativa para este ano eram aportes de 3 bilhões de dólares no Brasil em exploração. Em seu plano de negócios, a Petrobras apontou, por exemplo, uma média de investimentos em exploração de 2,3 bilhões de dólares por ano entre 2020 e 2024.

“Acho que todo mundo… está fazendo uma avaliação do que pode fazer para economizar dinheiro, a nossa expectativa é de corte de capex”, afirmou à Reuters Marcelo de Assis, chefe de pesquisa da América Latina na área de upstream da Wood Mackenzie. O especialista ressaltou que atividades exploratórias têm mais chances de serem realizadas, porém, a tendência é que as empresas prefiram gerar caixa do que se comprometer com novos compromissos.

ACESSE AS REDES DA PANORAMA OFFSHORE:

Deixe uma resposta