Brasil reinjeta gás do pré-sal por falta de estrutura

De acordo com levantamento feito pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) com o Ministério de Minas e Energia (MME), o Brasil reinjetou 6,5 bilhões de metros cúbicos de gás natural nos poços do pré-sal até abril deste ano.

Esse volume é bem maior do que o volume normalmente importado de combustível no mesmo período (2,9 bilhões de metros cúbicos). Além de aumentar sua produção de petróleo, as empresas reinjetam o gás porque não existe uma boa infraestrutura de gasodutos para fazer o escoamento do produto até a costa do país.

Vale lembrar que desde 2018, o gás reinjetado nos poços vem ultrapassando a quantidade importada. Dessa forma, a iniciativa mostra como acaba sendo inviável, economicamente, para a iniciativa privada aproveitar o gás do pré-sal.

ACESSE AS REDES DA PANORAMA OFFSHORE:

Um comentário em “Brasil reinjeta gás do pré-sal por falta de estrutura

Deixe uma resposta