Cemig deve ser privatizada, segundo governador

O governo de Minas Gerais quer privatizar a Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig), — maior estatal do estado. A informação foi confirmada pelo governador de MG, Romeu Zena (Partido Novo), que tomou posse no dia 1º de janeiro. Segundo Zema, o governo prepara ainda um pacote de projetos de lei, entre eles, o que viabiliza a desestatização da companhia, para aprovação na Assembleia Legislativa.

Como de praxe, a justificativa para a venda da estatal se deve à redução de gastos nas contas públicas. Zema já declarou que quer a adesão de Minas Gerais ao regime de recuperação fiscal do governo federal. O regime permite aos estados em crise fiscal ficarem por três anos sem pagar o serviço de dívidas à União, em troca de uma série de medidas para cortar custos, entre elas, a desestatização de empresas.

Entre as maiores companhias de energia elétrica do País, a Cemig tem ações negociadas nas bolsas de valores de São Paulo (B3), Nova York e Madrid, possuindo cerca de 127 mil acionistas em 44 países. Além da sua valorização de mercado, a empresa se destaca no setor de energia elétrica pela sua forte atuação sustentável.

Saiba quais são as principais notícias que envolvem o mercado de petróleo, offshore, gás, energia, biocombustíveis e onshore, através do portal da Panorama Offshore. Lembre-se: seu negócio passa por aqui! Acesse: www.panoramaoffshore.com.br e www.facebook.com/panoramaoffshore



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *