China a um passo do sol

A China, um dos países mais adiantados tecnologicamente, decidiu dar início a um projeto inusitado, A criação de um sol artificial na superfície terrestre. A ideia surgiu com a proposta de ser uma fonte de energia limpa e autossustentável. O reator funciona como uma espécie de estufa, ou cabine, com 11 metros de altura e pesando 360 toneladas.

Usando a fusão de hidrogênio (assim como no sol natural) e mais dois nêutrons extras submetidos a correntes elétricas altíssimas, o sol artificial começa a produzir calor e energia. A melhor parte é que este tipo de reação não polui, não emite nenhum tipo de gás e nem gera lixo radioativo.

Porém, para que esta invenção seja de fato produtiva e autossustentável, é preciso que ela se mantenha na temperatura de 100 milhões de graus Celsius por uma quantidade considerável de tempo (assim ele produz mais energia do que consome). De pouco em pouco estamos caminhando rumo a maior inovação da matriz energética desde a Revolução Industrial.

Confira as últimas notícias dos setores de petróleo, gás, energia, biocombustíveis, onshore e offshore, através do portal da Panorama Offshore. Lembre-se: seu negócio passa por aqui! Acesse: www.panoramaoffshore.com.br / www.facebook.com/panoramaoffshore / @panoramaoffshore

ACESSE AS REDES DA PANORAMA OFFSHORE:

15 comentários em “China a um passo do sol

Deixe uma resposta