Conheça as formas de transformar biomassa em energia

De acordo com Ministério de Minas e Energia (MME), a biomassa é a segunda maior fonte de geração de energia no Brasil e vem de um material constituído principalmente de substâncias de origem orgânica, ou seja, de animais e vegetais. Através da combustão de lenha, bagaço de cana-de-açúcar, resíduos agrícolas, casca de arroz e excrementos de animais, por exemplo, que a energia é produzida.

No entanto, seu uso inadequado pode causar o desmatamento de muitas áreas, perda dos nutrientes do solo, erosões e emissão excessiva de gases. Porém, essa forma de produção traz também muitos benefícios por ter um baixo custo de operação, facilidade de armazenamento e transporte e alta eficiência energética. Além disso, é considerada uma fonte limpa, que emite menos gases poluentes e seus resíduos podem ser reaproveitados.

Existem formas variadas de produção e dentre elas, estão:

Pirólise: A biomassa sofre o impacto de altas temperaturas e a ausência do oxigênio, o que faz com que ela se decomponha, gerando mistura de gases líquidos (óleos vegetais) e sólidos (carvão vegetal);

Gasificação: Parecido com a pirólise, porém a biomassa é submetida a uma temperatura menor e o resultado é apenas um gás inflamável;  

Combustão: Uma das formas mais comuns. Biomassa sofre impacto de altas temperaturas e de uma forte presença de oxigênio, o que irá produzir vapor a alta pressão (geralmente é usado em caldeiras ou para mover turbinas).

Co-combustão: Ao substituir a parte do carvão mineral nas usinas termelétricas por biomassa, essa forma reduz-se significativamente a emissão de poluentes. Funciona como uma escolha bem atrativa e econômica.

ACESSE AS REDES DA PANORAMA OFFSHORE:

Deixe uma resposta