Conselheiro dos EUA critica OPEP+

Jake Sullivan, conselheiro de Segurança Nacional dos Estados Unidos, criticou o posicionamento da OPEP+ (Organização dos Países Exportadores de Petróleo e seus aliados) em relação à produção de petróleo. Jake criticou a decisão do grupo que no último mês de julho acordou aumentar a produção para 400 mil bdp (barris por dia) mensalmente.

O conselheiro acredita que em pleno momento de recuperação econômica mundial, a quantia não é suficiente. Ele ainda acrescentou que o acréscimo nos custos do combustível coloca em risco a recuperação em andamento. “Embora a OPEP+ tenha decidido recentemente aumentar a produção, isso não vai apagar os cortes que foram impostos durante a pandemia”, disse.

O aumento de casos de covid-19 em alguns países fez com que muitos governantes reforçassem algumas medidas restritivas de circulação, o que impacta diretamente nas decisões referentes ao combustível. Contudo, Phil Flynn, da Price Futures Group, acredita que a alta no preço do petróleo é um sinal de que a variante delta não seja tão ameaçadora para a demanda mundial, o que reforça as expectativas de plena recuperação.

Fique por dentro do que acontece no mercado de petróleo e gás através da Panorama Offshore e obtenha informações e notícias de qualidade sobre petróleo, gás, energias, pré-sal, biocombustíveis, combustíveis, tecnologias, Petrobras e offshore e onshore. Lembre-se: Seu negócio passa por aqui! Confira: www.panoramaoffshore.com.br / www.facebook.com/panoramaoffshore / @panoramaoffshore

ACESSE AS REDES DA PANORAMA OFFSHORE:

Deixe uma resposta