Coronavírus: Petroleiras devem reduzir investimentos

Com o cenário de recessão global devido a pandemia do coronavírus e a queda do barril de petróleo para abaixo de US$ 30, de acordo com a consultoria Wood Mackenzie, as empresas petrolíferas irão cortar em cerca de 30% os investimentos em exploração e produção da commodity neste ano, estimados em US$ 75 bilhões.

A ExxonMobil, por exemplo, informou ao jornal O Globo que vai avaliar uma redução “significativa” em seus investimentos e custos operacionais. Na última segunda-feira (24), a anglo-holandesa Royal Dutch Shell também anunciou um corte de US$ 5 bilhões em investimentos.

A Petrobras disse que está acompanhando a evolução dos preços, mas mantém seu plano de investimentos que prevê US$ 75,7 bilhões entre 2020/24. No entanto, a estatal já começou a adiar alguns projetos, como a venda das oito refinarias que estava prevista para este ano. 

Para Marcelo de Assis, diretor para a América Latina da área de Upstream (exploração) da consultoria, somando-se o corte nas despesas no segmento de exploração e produção, a redução total nos gastos deve chegar a 57% dos valores que eram planejados, de US$ 155 bilhões. Mas, por enquanto, as sondas de perfuração contratadas não devem ter seus contratos cancelados.

ACESSE AS REDES DA PANORAMA OFFSHORE:

Deixe uma resposta