Coronavírus: petróleo tem mínima de 17 anos nos EUA

Conforme as medidas de isolamento social para conter a disseminação do coronavírus aumentam, os preços do petróleo caíram pela terceira sessão consecutiva, nesta quarta-feira (18), com os futuros nos Estados Unidos tocando mínima de 17 anos.

O petróleo Brent recuava US$ 1,05, ou 3,65%, a US$ 27,68 por barril, às 8h26 (horário de Brasília). O petróleo dos Estados Unidos caía US$ 1,61, ou 5,97%, a US$ 25,34 por barril. Mais cedo, o Brent tocou o menor nível desde o início de 2016, a US$ 27,56, enquanto o WTI chegou a tocar 25,06 dólares, menor nível desde o fim de abril de 2003.

“O colapso na demanda por petróleo devido à propagação do coronavírus parece cada vez maior”, disse o Goldman Sachs em nota. A última vez em que o petróleo nos EUA chegou a esse nível foi quando os Estados Unidos invadiram o Iraque e a China havia apenas iniciado sua ascensão como potência global que impulsionou o consumo de petróleo para níveis recordes nos anos seguintes.

ACESSE AS REDES DA PANORAMA OFFSHORE:

Deixe uma resposta