COVID-19: Trabalho suspenso em plataformas da Petrobras

A Petrobras irá realocar para outras funções ou desligar diversos trabalhadores através do seu programa de demissão voluntária. Parte disso se deve ao corte de 200 mil barris diários na produção de petróleo estabelecida pela estatal. Até o momento, representantes dos petroleiros estimam que cerca de 2,6 mil trabalhadores serão afetados, e 50 unidades da estatal podem ser paralisadas.

No último dia 8, a Petrobras enviou uma carta aos sindicatos dos petroleiros ressaltando a situação delicada diante da atual pandemia de coronavírus. Dessa forma, foi destacada a necessidade de adotar medidas que cortem custos. A estatal informou, ainda, que vai paralisar unidades na costa de diversos estados.

Segundo com a empresa, as unidades que vão parar estão em águas rasas e campos terrestres e possuem um custo de produção mais elevado. A Bacia de Campos, no Norte Fluminense, será uma das mais atingidas com a hibernação de várias unidades. Vale lembrar que a bacia já representou cerca de 80% da produção total.

Por fim, a Petrobras informou que vai parar a produção de seis plataformas na Bacia de Campos, mas não indicou de forma clara quantas unidades serão paralisadas. Segundo fontes do setor, outras seis unidades também terão as atividades paralisadas na costa do Norte Fluminense.

ACESSE AS REDES DA PANORAMA OFFSHORE:

2 comentários em “COVID-19: Trabalho suspenso em plataformas da Petrobras

Deixe uma resposta