Crise hidrelétrica pode afetar eleições de 2022

O economista e ex-diretor da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis), Adriano Pires, acredita que a crise hidrelétrica pode impactar nas eleições do próximo ano. Para ele, o posicionamento mediante ao atual problema das hidrelétricas tem grande influência na escolha dos eleitores. Pires acredita que o fator da crise foi crucial nas eleições de 2002, que deram vitória a Lula – opositor de Fernando Henrique Cardoso, que na época era quem estava no poder.

Ele acredita também que a falta de planejamento estatal é o que influencia no controle da crise. O governo Dilma por exemplo, com a escolha de não ampliar as gerações nas hidrelétricas, causou impactos que são sentidos até hoje.

Fique por dentro do que acontece no mercado de petróleo e gás através da Panorama Offshore e obtenha informações e notícias de qualidade sobre petróleo, gás, energias, pré-sal, biocombustíveis, combustíveis, tecnologias, Petrobras e offshore e onshore. Lembre-se: Seu negócio passa por aqui! Confira: www.panoramaoffshore.com.br / www.facebook.com/panoramaoffshore / @panoramaoffshore

ACESSE AS REDES DA PANORAMA OFFSHORE:

Deixe uma resposta