Crise hídrica traz usina William Arjona de volta à operação

A usina hidrelétrica William Arjona, localizada em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, tinha sido desligada em 2017 com a justificativa de que custos elevados eram gerados pelo uso do gás natural. Agora, precisou ser religada devido ao risco de escassez hídrica. A usina que, em 2019, foi comprada pela Delta Energia, tem capacidade para fornecer 190 MW (megawatt) e gera um custo de R$ 1.500 por megawatt-hora.

A termelétrica, que só é acionada quando necessário, praticamente teve que recomeçar do zero, já que segundo o presidente da Delta, Luiz Fernando Leone Vianna, apenas dois funcionários realizavam a manutenção do local na época em que a compra foi efetuada. A previsão é que a usina se mantenha em operação até pelo menos o final desse ano.

Fique por dentro do que acontece no mercado de petróleo e gás através da Panorama Offshore e obtenha informações e notícias de qualidade sobre petróleo, gás, energias, pré-sal, biocombustíveis, combustíveis, tecnologias, Petrobras e offshore e onshore. Lembre-se: Seu negócio passa por aqui! Confira: www.panoramaoffshore.com.br / www.facebook.com/panoramaoffshore / @panoramaoffshore

ACESSE AS REDES DA PANORAMA OFFSHORE:

Deixe uma resposta