Debate pela competitividade de projetos petrolíferos no Brasil

Na terceira edição do Ciclo de Debates sobre Petróleo e Economia de 2017, o Instituto Brasileiro de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (IBP) debateu os desafios do descomissionamento para a competitividade de projetos petrolíferos no Brasil. O tema é abordado no momento em que bacias marítimas brasileiras atingiram sua maturidade exploratória, sendo que a Bacia de Campos, a principal bacia produtora do país, alcançou seu pico de produção em 2009. Além disso, o avanço da exploração de reservas de petróleo e gás levanta questionamentos quanto ao final da vida útil de um projeto e ao descomissionamento das estruturas utilizadas.

No debate, foram apresentados dados que indicam que os gastos globais por ano com descomissionamento offshore devem mais que quadruplicar até 2040 e o montante total dispendido pode atingir US$ 210 bilhões nos próximos 25 anos. De acordo com Marcelo Mafra, superintendente de Segurança Operacional e Meio Ambiente da ANP, 42% das instalações offshore de produção existentes no Brasil hoje estão em operação há mais de 25 anos.

Mantenha-se informado sobre tudo o que acontece no mercado de petróleo, gás, energias, gasolina, combustíveis, Petrobras, onshore e offshore acompanhando a Panorama Offshore. Lembre-se: seu negócio passa por aqui. Confira: www.panoramaoffshore.com.br. www.facebook.com/panoramaoffshore

ACESSE AS REDES DA PANORAMA OFFSHORE:

Deixe uma resposta