Declínio do petróleo pode gerar consequências para o preço do diesel

O declínio das cotações internacionais do petróleo pode ocasionar reflexos na revisão do programa de subvenção do diesel, que aconteceu na última quarta-feira (1), de acordo com o decreto que estabeleceu os descontos de julho. Os valores recentes serão publicados em outro decreto, que está sendo elaborado pelo governo.

O decreto deve determinar ainda a revisão dos preços a partir do fim da segunda fase. Nas primeiras fases, a Petrobras e outras estatais foram limitadas a vender diesel a preços fixos, que variavam entre R$ 1,9681 na região Norte a R$ 2,1055 no Sul. Diante disso, o governo se comprometeu a pagar até R$ 0,30 por litro de subvenção às empresas, e o valor variava de acordo com o preço estabelecido pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

Com a queda do preço do petróleo e do câmbio, o gasto com os 54 dias da segunda fase ficou abaixo do esperado, podendo levar a uma diminuição do preço da venda do diesel durante a próxima fase.

Fique informado sobre tudo no mercado de petróleo, gás, energia, gasolina, combustíveis, Petrobras, onshore e offshore no portal da Panorama Offshore e lembre-se: seu negócio passa por aqui! Acesse: www.panoramaoffshore.com.br.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *