Demanda por gasolina perde fôlego nos EUA

A recuperação no consumo de gasolina nos EUA está recuando. Há algumas semanas, parecia que a demanda pelo combustível estava ganhando fôlego à medida que as pessoas usavam carros para ir trabalhar, a fim de evitar o transporte público. No entanto, a situação já se encontra diferente e traz preocupação para a indústria petroleira. 

Segundo a Bloomberg, a expectativa era de que a recuperação ajudasse a impulsionar a demanda global por petróleo de volta aos níveis pré-pandemia até o final do ano. Agora, o otimismo dos especialistas já começa a diminuir: “A Covid está atrasando o relógio da demanda”, disse Robert Yawger, diretor da divisão de futuros da Mizuho Securities. 

O diretor ainda acrescentou que o consumo de gasolina nos EUA nas próximas seis semanas determinará o futuro a curto prazo do mercado global de petróleo. “Veja o que aconteceu: vimos a demanda se nivelar no meio de julho. Esse é o pico da temporada de férias. Não é aí que as coisas devem se basear pelo que sabemos. Isso pode ser ruim”, disse.

Se a demanda de gasolina cair, a necessidade das próprias usinas de comprar petróleo também vai diminuir. Além disso, outro ponto crucial é o combustível de aviação que ainda permanece bem abaixo dos níveis de pico. Com menor demanda pelo combustível, as refinarias têm deslocado a produção para outros combustíveis, como o diesel, pressionando esses mercados.

ACESSE AS REDES DA PANORAMA OFFSHORE:

Um comentário em “Demanda por gasolina perde fôlego nos EUA

Deixe uma resposta