Efeitos negativos da biomassa em Northampton

A segunda instalação da Enviva (empresa responsável por ser a maior produtora de biomassa do mundo) que era para ser vista com bons olhos, já que produz energia por fonte renovável, tornou-se sinônimo de noites mal dormidas e problemas de saúde para os moradores da região do condado Northampton, nos Estados Unidos, que reclamam do constante barulho e poeira vindo do local e dos caminhões que transportam as toras.

Devido a alguns fatores, como a falta de políticas de restrições na utilização da biomassa, o crescimento na demanda do moinho de madeira foi grande e a produção de biomassa se tornou apenas um processo industrial. Outro ponto importante foi o incentivo recebido pelos fornecedores para ser feita a substituição da queima de carvão pela de biomassa, porém, especialistas alertam que queimar árvore, além de liberar carbono, acelera a mudança climática.

Representantes da Enviva e defensores da indústria de biomassa alegam que, desde que haja o replantio, não há problemas em retirar novamente, mas especialistas ressaltam que não é bem assim. Além da queima de madeira como fonte de energia ser péssimo, quando ocorre o processo de corte e queima das árvores, o carbono é lançado ao ar. Nesse caso a biomassa é renovável apenas no sentido de que as árvores voltam a crescer e esse replantio têm sido feito apenas porque é necessário para futuras produções.

Fique por dentro do que acontece no mercado de petróleo e gás através da Panorama Offshore e obtenha informações e notícias de qualidade sobre petróleo, gás, energias, pré-sal, biocombustíveis, combustíveis, tecnologias, Petrobras e offshore e onshore. Lembre-se: Seu negócio passa por aqui! Confira: www.panoramaoffshore.com.br / www.facebook.com/panoramaoffshore / @panoramaoffshore

ACESSE AS REDES DA PANORAMA OFFSHORE:

Deixe uma resposta