Eletrobras pode ser capitalizada até 2020

A Eletrobras deixará de ser uma estatal e será capitalizada até 2020, afirmou o presidente da companhia, Wilson Ferreira Jr. A declaração foi feita durante evento do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), no Rio de Janeiro.

Para defender a tese privatista em curto prazo, Ferreira Jr. usou como argumentação os lucros obtidos pela estatal com a privatização de suas distribuidoras, que deu início ao processo de desestatização ano passado.

A Eletrobras é hoje a maior companhia de energia elétrica da América Latina. Empresa nacional de poder acionário controlado pelo Estado, a capitalização deixa as ações da companhia à mercê do gerenciamento do mercado privado, principalmente do estrangeiro, que é o mais interessado em assumir a administração da estatal.

O presidente destacou ainda que, para o processo de capitalização ser concluído, é fundamental que o Ministério de Minas e Energia (MME) chegue a uma solução para uma disputa judicial sobre o risco hidrológico na operação de hidrelétricas.

Capitalização é diferente de privatização

A capitalização é a venda de ativos e ações da estatal, que tem a permanência das chamadas golden shares, ou seja, mantém as ações de ouro, criadas e retidas pelo Estado. A privatização é quando o governo se desfaz de todo o controle acionário para a iniciativa privada, geralmente por leilões públicos.

Saiba quais são as últimas notícias do mercado de petróleo, gás, energias, gasolina, combustíveis, Petrobras, onshore e offshore, aqui no portal da Panorama Offshore. Lembre-se: seu negócio passa por aqui! Confira em: www.panoramaoffshore.com.br e www.facebook.com/panoramaoffshore.



Deixe uma resposta