Em greve, sindicatos subsidiam gasolina e gás

Como forma de alertar sobre os prejuízos da privatização e do desmonte da Petrobras e chamar atenção para a causa, os sindicatos da categoria subsidiaram a compra de gasolina e gás de cozinha em diversos estados do Brasil na última quarta-feira (5), onde se completou o quinto dia de paralisação nacional dos petroleiros. Segundo a Federação Única dos Petroleiros (FUP), a adesão já conta com cerca de 18 mil trabalhadores.

Ainda de acordo com a FUP, a medida visa mostrar à população como a política de reajuste de preços de derivados de petróleo, adotada pela Petrobras, pune o bolso dos brasileiros. No Espírito Santo, por exemplo, o litro do combustível foi vendido a R$2. Já em Alagoinhas, na Bahia, um botijão de gás de gás estava à venda por R$50.

A ação dos sindicatos tinha por objetivo mostrar ser possível vender gás de cozinha e gasolina a preço de produção, e ainda assim, manter o lucro das distribuidoras, revendedoras e da própria estatal.

ACESSE AS REDES DA PANORAMA OFFSHORE:

2 comentários em “Em greve, sindicatos subsidiam gasolina e gás

Deixe uma resposta