Empregados movem ação contra privatização da Petrobras

Trabalhadores, sindicatos e partidos políticos do Espírito Santo entraram na Justiça contra a venda da Petrobras. De acordo com o Sindicato dos Petroleiros do estado, a privatização da empresa representaria uma perda de 43% da receita do Espírito Santo.

A ação civil pública pede a paralisação do processo de venda com a apresentação de um estudo sobre os impactos que o processo de privatização causaria na região, além de políticas públicas de minimização de riscos e uma audiência com a sociedade e os empregados da Petrobras para debater a decisão. O processo foi movido pelo Sindicato dos Petroleiros do Espírito Santo (Sindipetro/ES), a Associação de Engenheiros da Petrobras (AEPET), a Central Única dos Trabalhadores do Estado (CUT/ES); o Sindicato dos Trabalhadores e Servidores Públicos do Estado (Sindipúblicos); e os partidos PT e Psol. 

Se a decisão de venda seguir adiante, serão privatizadas as unidades administrativas e operacionais, além do Terminal Norte Capixaba, nos municípios de Jaguaré, Linhares e São Mateus.

ACESSE AS REDES DA PANORAMA OFFSHORE:

Deixe uma resposta