Energia: distribuidoras reclamam de proposta da Aneel

Na última quinta-feira, aconteceu o Encontro Nacional de Agentes do Setor Elétrico (Enase), e executivos da EDP Brasil e da Neoenergia utilizaram a ocasião para criticar a proposta atual da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) sobre o reequilíbrio das distribuidoras de energia elétrica em meio à crise da pandemia do coronavírus. A Aneel conduz uma consulta pública sobre o assunto, conhecida como “CP 35”, e recentemente foi aprovada a “Conta Covid”, empréstimo bilionário destinado ao setor elétrico.

Na ocasião, executivos também defenderam que a geração distribuída de energia, modalidade na qual o consumidor gera sua própria energia, como na fotovoltaica, precisará de regulamentação adequada para ser eficiente. Hoje, o consumidor dessa categoria não recolhe a Tarifa de Uso do Sistema de Distribuição (Tusd) em relação à energia que fornecem à rede elétrica, mas as distribuidoras defendem que a tarifa seja cobrada, para não aumentar custos para os demais usuários.

Distribuidoras de energia elétrica também tem se preocupado com o aumento do preço a energia elétrica vinda da usina de Itaipu, que é responsável por fornecer cerca de 10% da demanda nacional. A energia de Itaipu é cotada em dólar e tem custado em torno de R$ 350,00 o Megawatt-hora (MWh), frente a uma média de R$ 200,00 o MWh de outras usinas.

ACESSE AS REDES DA PANORAMA OFFSHORE:

Deixe uma resposta