Energia solar: Brasil zera tarifa de importação para itens

O governo brasileiro publicou, nesta segunda-feira (20), no Diário Oficial da União (DOU), as Resoluções Nº 69 e Nº 70 da Camex (Câmara de Comércio Exterior) que zeram os impostos de importação de equipamentos de energia solar até o final de 2021. 

Foram incluídos módulos solares, inversores trifásicos para sistemas fotovoltaicos e componentes utilizados em “trackers”, além de bombas para líquidos usadas em sistemas de irrigação movidos com energia solar. A inclusão dos itens à lista de produtos isentos de tarifa na condição de ex-tarifários, terá efeitos a partir de 1° de agosto.

O presidente da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar), Rodrigo Sauaia informou à Reuters, que os impostos de importação para módulos solares habitualmente são de 12%, enquanto os inversores pagam tarifas de 14%. No entanto, o presidente também disse que a entidade ainda avalia o impacto das medidas sobre o mercado. 

Segundo a Reuters, a iniciativa deve ajudar a impulsionar negócios no setor, porém as empresas fabricantes dos equipamentos no país podem ficar sujeitas a uma pressão em sua competitividade diante dos importados.

ACESSE AS REDES DA PANORAMA OFFSHORE:

Deixe uma resposta