Equinor quer gerar sensores sísmicos 3D em Carcará

A Equinor planeja implantar sensores sísmicos 3D (denominados Nodes), nas áreas dos blocos exploratórios BM-S-8 em Carcará, no pré-sal da Bacia de Santos, no ano de 2019. A implantação deve durar cerca de 180 dias, e contará com quatro embarcações de lançamento, recolhimento de Nodes, fonte sísmica e uma assistência.

A empresa recebeu liberação ambiental do Ibama para realizar a perfuração de poços exploratórios em Carcará, e além disso, ampliou a licença para abrir mais cinco poços e fazer um teste de formação na área Norte da região.

A estatal norueguesa adquiriu o bloco no segundo leilão, realizado em outubro de 2017, por meio do consórcio formado entre a Statoil, Galp e a ExxonMobil. A companhia investiu US$ 2,5 bilhões na compra da participação da Petrobras na área BM-S-8, em 2016.

A Petrobras, que recebeu esse valor para participar da implantação dos sensores, e não realizou investimento na educação, saúde e na segurança do País. Acompanhe o portal da Panorama Offshore e fique por dentro de tudo sobre o mercado de petróleo, gás, energia, biocombustíveis, onshore e offshore. Lembre-se: seu negócio passa por aqui! Acesse: www.panoramaoffshore.com.br ou www.facebook.com.br/panoramaoffshore



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *