Estoques americanos ainda mantém preço do petróleo instável

O sobe e desce da balança do petróleo não para. Apesar de leva alta durante a semana, o volume dos estoques americanos ainda tem deixado o preço do barril do óleo sem direção. Para complicar ainda mais a questão, a associação de refinarias American Petroleum Institute (API) estimou que o volume do produto bruto estocado no país americano obteve acréscimo de 1,6 milhão de barris na última semana.

Devido a divulgação desses dados, o preço do barril do óleo tipo Brent para setembro variava a US$ 48 dólares, enquanto o WTI ficou em quase US$ 47 dólares. Mas apesar da estimativa da API, o Departamento de Energia (DoE), realizou uma previsão de queda de 3,1 milhões de barris nos estoques de petróleo bruto.

Enquanto o preço do barril não se acerta, o mercado segue atento ao volume dos estoques americanos, bem como a produção no país, que tem mostrado recuperação, ao mesmo tempo que os membros da Opep mantêm esforços de cortes para conter a oferta da commodity. O acordo de redução na produção irá se estender até março de 2018.

Para fortalecer ainda mais o pacto, na próxima segunda-feira, 24 de julho, o cartel realizará uma nova reunião a fim de discutir a possibilidade de incluir Líbia e Nigéria, que até o momento, estão isentas do acordo.

Continue acompanhando a Panorama Offshore e mantenha-se informado sobre tudo que acontece no mercado de petróleo, gás, energias, gasolina, combustíveis, Petrobras, onshore e offshore. Lembre-se: seu negócio passa por aqui. Confira:

ACESSE AS REDES DA PANORAMA OFFSHORE:

11 comentários em “Estoques americanos ainda mantém preço do petróleo instável

Deixe uma resposta