Excesso na produção despenca valor do petróleo

Na terça-feira, 31 de julho, os preços do petróleo registraram a sua maior queda mensal dos últimos dois anos. Esse declínio se deve ao aumento da produção do combustível pelos países integrantes da OPEP (Organização dos Países Exportadores de Petróleo), refletindo fortemente na relação de oferta e demanda do mercado.

O Brent teve mais de 6% de perda, enquanto o WTI, cerca de 7%, sendo a maior recessão dos dois petróleos desde julho de 2016.

Segundo pesquisa realizada pela Reuters, a Rússia e a Opep elevaram a sua produção no mês de julho. O levantamento aponta que os países integrantes da Opep passaram de 70 mil bpd (barris de petróleo por dia) para 32,64 milhões bqd.

Mantenha-se informado através do Panorama Offshore sobre tudo relacionado a petróleo e gás, energias, pré-sal, biocombustíveis, combustíveis, gasolina, Petrobras, onshore e offshore. Lembre-se: seu negócio passa por aqui! Confira: www.panoramaoffshore.com.br e www.facebook.com/panoramaoffshore



Um comentário em “Excesso na produção despenca valor do petróleo

Deixe uma resposta