FUP diz que irá recorrer de TST: greve será mantida

Nesta terça-feira (18), a Federação Única dos Petroleiros (FUP) afirmou que irá recorrer da decisão do Tribunal Superior do Trabalho (TST), a qual autoriza que a Petrobras tome “medidas administrativas cabíveis” como demissão por justa causa, sanções disciplinares e corte de salários dos trabalhadores. A decisão do TST foi comunicada na véspera pelo ministro Ives Gandra da Silva Martins Filho. Apesar disso, de acordo com a FUP, greve será mantida.

A decisão do Tribunal defende que a paralisação tem motivação política e desrespeita e lei de greve, uma vez que não mantém um percentual mínimo de funcionários em atividade. Apesar disso, o TST deixa claro que não proíbe paralisações – o STF e o TST tinham autorizado o movimento com 90% trabalhando. O julgamento da questão está marcado para 9 de março.

A greve já chega ao seu 18º dia consecutivo, paralisando 120 unidades e com adesão de mais de 21 mil trabalhadores, de acordo com os dados da FUP.

ACESSE AS REDES DA PANORAMA OFFSHORE:

Deixe uma resposta