Gás é tema de eleições em Moçambique

Em 2010, grandes reservas de gás offshore foram descobertas no litoral norte de Moçambique. A partir de então, líderes do país passaram a traçar grandes planos. Estimado em 5 bilhões de metros cúbicos, este tesouro deve transformar um dos países mais pobres do planeta em um exportador de primeiro nível de Gás Natural Liquefeito (GNL).

Consultores da firma Wood Mackenzie estimam que o gás deve dar uma receita de até 3 bilhões de dólares ao ano a partir da próxima década, o dobro do que entra hoje no país. Após ser adiado por algum tempo, o projeto acaba de ser lançado e com investimentos de cerca de 50 bilhões de euros vindos da empresa americana ExxonMobil e da francesa Total.

As eleições gerais que ocorrerão hoje (15), em Moçambique, acontecem após uma campanha violenta os obstáculos do governo atual há mais de 40 anos, em meio a um cenário de crise econômica e de conflitos armados.

ACESSE AS REDES DA PANORAMA OFFSHORE:

Deixe uma resposta