Gestão estratégica na indústria de P&G

As empresas para se reestruturarem no mercado têm adotado políticas de gestão estratégica, objetivando alcançar resultados positivos no setor de petróleo e gás. Para isso, é necessário que seja projetado um conjunto de metas dentro do prazo requerido para ser concretizado, com base em dois itens essenciais: planejamento e organização.

Todo plano estratégico tem um período definido a ser aplicado, geralmente a médio e longo prazos. Além de definir os resultados que a empresa petrolífera quer obter, o mais importante é fazer um estudo sobre as forças e fraquezas internas e externas que influenciam na atuação da companhia no mercado, e a partir disso, traçar um planejamento de execução que possibilitem a realização desta meta.

No setor de óleo e gás, que vem crescendo constantemente com a adesão de políticas sustentáveis pelas empresas do setor, investir em energia renovável é um momento de ascensão significativa no mercado. Isso pode ser um fator determinante para as indústrias que buscam novas estratégias de desenvolvimento e querem se destacar na área.

Além do contexto ecológico, é importante que a empresa trace metas de responsabilidade social, tanto em relação aos seus clientes, quanto para seus trabalhadores. Empresas que assumem compromissos sociais e ambientais, principalmente no setor petrolífero — um dos maiores poluentes ao meio ambiente —, têm papel importante no mercado e estimulam, assim, maior concorrência na área.

Através de uma boa gestão estratégica, além das companhias aperfeiçoarem suas atividades e obterem resultados satisfatórios, contribuem também para a competitividade do mercado e aquecem a economia.

Informe-se sobre as principais notícias do setor de petróleo, gás, energia, biocombustíveis, onshore e offshore pelo portal da Panorama Offshore. Lembre-se: seu negócio passa por aqui! Acesse: www.panoramaoffshore.com.br / www.facebook.com/panoramaoffshore / @panoramaoffshore



Deixe uma resposta