Governo antecipa leilões e Petrobras quer exercer prioridade

Conforme noticiado anteriormente pela Panorama Offshore, o Ministério de Minas e Energia antecipará um megaleilão para novembro de 2017, a fim de atrair investidores internacionais na disputa pelas áreas do pré-sal. Perante tal informação, a Petrobras, detentora de direitos prioritários nos leilões brasileiros, se antecipou e anunciou que avaliará os blocos ofertados para saber se exercerá prioridade nas licitações ou não.

Sem oferecer muitas informações, o Presidente da estatal, Pedro Parente, comunicou que caso a empresa classifique as áreas como prósperas, sem dúvidas exercerá seu privilégio garantido pelo governo. A antecipação do que será a quarta e maior licitação no setor de petróleo em áreas exploratórias do pré-sal, busca aumentar a competitividade no país e conquistar grandes empresas estrangeiras.

No entanto, apesar da ANP ainda não ter definido as áreas que serão ofertadas no leilão, a Petrobras demonstrou que pode ainda possuir “comando” nas licitações no país e que apesar de não mais ter obrigatoriedade em participar de todos processos licitatórios, ainda tem o poder da palavra. Aliás, só para constar, esses megaleilões podem arrecadar para União um bônus no setor que está previsto inicialmente par R$ 4,5 bilhões, conforme falamos antecipadamente em matéria publicada dia 1º de fevereiro. (Veja: http://migre.me/vYPh4)

Se você quer mais detalhes sobre o mundo offshore continue interagindo com o Panorama, pois os últimos meses foram suficientes para demonstrar que o portal é a ferramenta ideal para os que precisam e buscam informações e notícias de qualidade sobre petróleo, gás e offshore. Lembre-se: Seu negócio passa por aqui. Confira: www.panoramaoffshore.com.br   www.facebook.com/panoramaoffshore

ACESSE AS REDES DA PANORAMA OFFSHORE:


Deixe uma resposta