Governo quer avançar no setor de energia nuclear

Nesta quarta-feira (09), o Ministério de Minas e Energia apresentou novos caminhos para a política nuclear no Brasil, com a criação da “Autoridade Nacional de Energia Nuclear”. Ainda não há prazo para efetivação da criação, mas a instituição será uma agência reguladora vinculada ao Ministério e responsável pela certificação e licenciamento de projetos. O governo pretende intensificar atividade nuclear no país, aumentando a produção anual de urânio para 2,4 mil toneladas até 2030.

Planos do governo incluem também a abertura para o setor privado na exploração do urânio, quebrando o monopólio estatal. A Indústrias Nucleares do Brasil (INB), que é a responsável pela produção nacional, tem capacidade para produção de 400 toneladas por ano. A INB pretende abrir novas lavras assim como adotar processos mais modernos de beneficiamento.

Ainda na tentativa de avançar com a energia nuclear, o governo pretende iniciar operações da usina de Angra 3 a partir de 2026. Por enquanto, as obras estão paralisadas.

ACESSE AS REDES DA PANORAMA OFFSHORE:

Deixe uma resposta