IEA aborda importância da eletricidade durante pandemia

De acordo com Fatih Birol, diretor executivo da Agência Internacional de Energia (IEA, na sigla em inglês), a enorme perturbação causada pela crise do coronavírus serviu para mostrar o quanto as sociedades modernas são dependentes da energia elétrica.

Birol aborda o panorama de isolamento social, no qual as pessoas têm recorrido ao trabalho home office, aos sites de comércio eletrônico para realizar suas compras e às plataformas de streaming para consumir entretenimento. O diretor lembra que muito mais do que somente nos trazer luz e alimentar dispositivos comuns do dia a dia – geladeiras, lâmpadas, máquinas de lavar etc – a eletricidade é um fator indispensável para a realização de todas essas atividades em um momento tão delicado vivenciado pela sociedade.

Além disso, tem-se observado a crescente taxa de pessoas doentes em hospitais de diversos países que não possuem energia elétrica suficiente para operar equipamentos, os quais são essenciais para o tratamento de pacientes. “Na  África, centenas de milhões de pessoas vivem sem acesso à eletricidade, tornando-as muito mais vulneráveis ​​a doenças e outros perigos”, exemplifica Birol.

No mais, em meio à essa situação perturbadora e crescente, a eletricidade também garante a troca de informações importantes entre governos, cidadãos, médicos e pacientes. “A crise do coronavírus nos lembra do papel indispensável da eletricidade em nossas vidas. Ela também fornece informações sobre como esse papel deve se expandir e evoluir nos próximos anos e décadas”, finaliza o diretor.

ACESSE AS REDES DA PANORAMA OFFSHORE:

Deixe uma resposta