IEA faz previsões para demanda em 2021

“Está muito longe para saber quando e como as vacinas permitirão a retomada da vida normal. Por enquanto, nossas projeções não antecipam um impacto significativo no primeiro semestre de 2021”, disse a IEA (Agência Internacional de Energia) em relatório mensal divulgado na última quinta-feira (12).

A previsão da agência foi feita de acordo com o momento atual do mercado petroleiro, em que os preços da commodity tiveram um avanço devido às recentes notícias sobre um progresso na vacina. Segundo a IEA, “as fracas perspectivas de demanda e a produção em alta em alguns países sugerem que os fundamentos atuais são muito fracos para oferecer um apoio firme para os preços”. 

Para a IEA, ainda que países da OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico) tenham reduzido modestamente seus estoques de petróleo por dois meses seguidos até setembro, os níveis de armazenamento ainda não estão longe dos picos atingidos em maio, sob impacto da pandemia. 

A agência citou também a elevação dos casos de Covid-19 na Europa e nos Estados Unidos e novas medidas de “lockdown” para revisar sua projeção para a demanda global por petróleo em 2020 em 400 mil barris por dia na comparação com sua estimativa anterior.

ACESSE AS REDES DA PANORAMA OFFSHORE:

Deixe uma resposta