IEA prevê recorde na demanda por petróleo em 2021

Mesmo com a pandemia do novo coronavírus que tem prejudicado a economia e a demanda global por petróleo neste ano, a Agência Internacional de Energia (IEA, na sigla em inglês) acredita em um aumento recorde no consumo do próximo ano, reequilibrando, assim, o mercado.

Um dos motivos para o posterior aumento seriam os cortes de oferta feito por grandes produtores, o que contribui para a estabilização do preço. No mais, a IEA divulgou, por meio de relatório mensal desta semana, sua projeção de queda na demanda global por petróleo em 2020 em 500 mil barris por dia (bpd), para 8,1 milhões de bpd – contração essa que, ainda assim, será a maior da história. Já para 2021, a agência prevê aumento recorde de 5,7 milhões de bpd na demanda.

Ainda segundo a AIE, o processo de reabertura econômica gradual em vários países também ajudou a impulsionar a recuperação do mercado após a crise gerada pela pandemia. Exemplo disso é a China, onde a demanda por petróleo no mês de abril chegou quase aos níveis em que estava um ano antes.

ACESSE AS REDES DA PANORAMA OFFSHORE:

Deixe uma resposta