IEA prevê redução da demanda de petróleo para 2021

A Agência Internacional de Energia (IEA, na sigla em inglês) anunciou uma estimativa de redução da demanda mundial de petróleo para os anos de 2020 e 2021, em decorrência dos efeitos da covid-19 no setor de transportes – em especial, o aéreo. O anúncio foi feito nesta quinta-feira (11).

A queda do uso da commodity deve ser de 8,1 milhões de barris por dia (bpd) até o final de 2020, com um total 91,9 milhões de barris diários (mbd). Esse valor significa 140.000 barris diários a menos do que a previsão anterior.

A IEA também cita uma redução de dois terços dentro da aviação em relação aos níveis normais de julho nos outros anos, uma vez que este mês é um dos maiores no que diz respeito ao pico do tráfego aéreo. A medição é feita em passageiros-quilômetro. No mais, o fechamento das fronteiras aéreas por conta do risco de infecção também foi responsável por esse cenário.

No que diz respeito a 2021, a IEA constatou uma queda do consumo global de petróleo de 5,2 milhões de barris por dia em relação a este ano, o que levaria a um total de 97,1 milhões de bpd. Mais uma vez, a fraqueza do setor de aviação foi a principal responsável pela alteração. Além disos, a Agência acredita que o consumo global de petróleo, em dezembro de 2021, ainda será 2% inferior ao registrado no final de 2019.

ACESSE AS REDES DA PANORAMA OFFSHORE:

Deixe uma resposta